Meus olhos ardem de amor pelo Rei do Universo

Uma das experiências espirituais que mais tocam meu coração é ver o nascer do sol em pleno voo. Toda vez que pego um avião de madrugada, não consigo dormir direito, tamanha alegria que sinto em ver o sol nascer do alto das nuvens. Na aeronave está um profundo silêncio. Tudo escuro, todos dormem, menos os pilotos (eu espero).

 

No denso silêncio do voo eu observo atento pela janela.

Primeiro surge uma tênue claridade no horizonte. A luz aumenta gradativamente e pode-se ver a curvatura do nosso planeta. Logo a silhueta da Terra fica bem demarcada e surge uma faixa avermelhada no horizonte. As estrelas e a escuridão permanecem do lado de cima. Apenas a estrela D’alva, o planeta Vênus, permanece visível a olho nu na faixa de luz. A claridade aumenta a cada segundo. Os primeiros raios do sol despontam majestosamente no horizonte.

 

O sol se levanta poderoso. Nasce um novo dia.

 

Eu sempre choro observando isso. É um momento sagrado.

 

Um turbilhão de versos bíblicos percorre minha alma: as misericórdias do Senhor se renovaram no terceiro dia ele ressuscitou disse Deus haja luz e houve luz Ele é o Sol da justiça bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça vocês são a luz do mundo eu sou a Luz do mundo resplandeça a vossa luz diante dos homens para que vejam suas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus Deus é luz andem na luz até ser dia perfeito brilhem como estrelas no universo não haverá mais sol porque o próprio Deus iluminará a Cidade.

 

E faz profundo silêncio. Eu não preciso dizer nada. Eu só preciso ouvir. Eu só preciso observar. Eu só preciso estar ali. Eu apenas choro. E dentro do meu coração há uma indescritível fissão, um agudo e silencioso grito de louvor a Ele. Meu coração torna-se uma orquestra e um corpulento coral, então hinos inexprimíveis são entoados sinfonicamente dentro de mim. Meu coração inteiro adora o Rei. E estou calado. Meu peito abrasa. E estou calado. Escorre uma silenciosa lágrima de meus olhos que ardem de amor por Deus. E faz profundo silêncio.

Comments are closed.